couvinhaA natureza abre o seu seio, estendendo os seus braços carinhosos. Os ares correm menos gélidos e  mais criadores e por todo o lado resplandece, desde o azul dos céus aos verdes da terra e ao canto das aves.
Neste mês já se pode semear de tudo - grão, luzerna, trevos, beterraba, feijão e milho.
Sachar o milho já nascido, aplicar um nitrato em cobertura, no caso de a folhagem ter um tom amarelado.

Terminar a preparação dos terrenos destinados às sementeiras e plantações próprias da época. Semear agriões, alfaces, tomilhos, cenouras, chicória, coentros, cominhos, acelgas e couves (lombarda, saloia, repolho, bróculos e portuguesa).

Para abóboras, melão, melancia, misturar estrume na terra da caseira. Semeia-se batata nas terras de cima: a produção é maior quando as batatas vão inteiras para a terra, mas a primeira virtude do lavrador é a economia e prudência, não se devendo aumentar a despesa com a semente sendo o resultado da sementeira incerto. Abundância de estrume, nunca se esqueçam, que não se aquece um forno sem lenha nem a terra produz sem esterco.

A açafroa semeia-se neste mês: a flor produz o afamado condimento e a planta serve para dividir as hortas em quartéis. Ainda se plantam alhos. Para feijões e ervilhas, as mesmas recomendações de Março. Capa-se os pepinos.
Em viveiro, semear morangueiro, cebola, pepinos e tomate.
Plantar tubérculos de andorinhas, begónias e gladíolos. O terreno onde se plantam os tubérculos manter-se-á mais ou menos humedecido, mas nunca em excesso. Semear abóboras ornamentais, amores perfeitos, assembleias, ásteres, baunilha, campainhas de trepar, casadinhos, cóleos, esporas, gafão japonês, gipsófilas, malvaíscos, manjericos, perpétuas, petúnias, saudades, valverdes, malmequeres e zínias.
Mondam-se já algumas vinhas. Quebram-se os secos das laranjeiras. Mantem-se a estrumeira húmida, mexendo quando for necessário, cobrindo-a com uma camada de terra quando dela se tirar alguma porção. A semente dos álamos, salgueiros ou chorões, se não for posta na terra logo que se colher, arrisca-se a não nascer.