DSC01005Findou o ano rústico. Nem vendavais, nem alforras nem secas, ao pé das novas fadigas que se há-de encetar, há novas esperanças que surgem. Feliz confiança esta que no princípio de cada Outono renasce.

Meditai sobre o que vos cumpre cultivar. Quem bem trabalhar pode colher pouco se os tempos andarem avessos; mas quem não trabalha ou trabalha mal, esse é que nunca recolhe nada.

Semear favas e algumas forragens (trevo, azevém, luzerna, etc.). Prosseguir nos alfobres a sementeira de alfaces e couves. Embora os alhos se possam semear (plantar) de Outubro a fins de Fevereiro, o mês de Novembro é o de grande tradição na sementeira deste género.

Plantar couves (lombardos, repolhos, tronchuda, flor e brócolos), alfaces (livrai-as sempre dos insectos), cebolas de dias curtos e morangueiros. Armar canteiros para as sementeiras e plantações próprias da época.

Se há alterações a fazer na horta, é tempo de as começar. Fale-se com os vizinhos para partilhar informações sobre os êxitos ou dos tratamentos ou dos procedimentos, pois isso pode ajudar a todos, apurando a verdade.

Podar as roseiras e outros arbustos de jardim, bem como árvores ornamentais, nomeadamente as de rebentação mais temporã. Depois de podadas, pulverizar as roseiras com calda bordalesa a 1%. Plante-se amores perfeitos, verbenas, petúnias, etc, que florescem na Primavera.
No viveiro plantasse aos regos todas as plantinhas de semente e estacas com boa raiz. Plante-se os cavalos necessários para enxertar. Os que forem para enxertar de encosto, plantam-se ao lado da planta que há-de dar os galhos. O jardineiro inteligente nunca consentirá que um palmo de terra esteja jazendo em ócio.

As vinhas repousam ainda recobrando a seiva que há-de dar formosos cachos. Nos pomares não há trabalhos a fazer, à excepção do combate ao bicho, que esta é uma boa altura porque o frio e a água ajudam as medicinas.

Vigia o teu vinho. Sê industrioso e não deixes inutilizar os dons que a natureza deu: se não podes fazer vinho ou aguardente, faz vinagre ao menos.
Os ratos recolhem-se aos povoados, em rebanhos: acautela-te deles e arranja modo de os destruíres.