avila2 DSC02154Mais pura e tépida é já a atmosfera, o aspecto dos campos menos sombrio. O primeiro gorgeio dos pássaros começa a escutar-se e os gomos das árvores começam a alongar-se e são quase folhas. A Primavera aproxima-se, abrindo-nos o coração à esperança.

Aproveita-se aqueles dias furtados aos ventos invernais. E lembremos que da união nasce a força e que sem uns nos ajudarmos aos outros, a todos nega a terra os seus frutos. Saúde e vigor vos dê a previdência, que o descanso nunca deu alegria nem pão. A mais desgraçada criatura de Deus é o ocioso. Quem de trás olha ao longe chega.

Quem quiser colher bastante, estrume bem. Não estruma bem quem a tempo não fabricou o adubo. Assim como não há edifício sem alicerce, também não há lavoura sem bom estrume e melhor estrumeira. Melhor é dormir do que lavrar sem estrumar.

O Gigante pelo dedo se conhece, e o lavrador pela estrumeira. Esterco derramado pelos pátios, esgravatado pelas aves, deslavado pela chuva, esvaído do melhor humor para o sumidouro, é sinal de faminto e mau lavrador. Aquele que, pelo contrário, fizer muito e bom estrume, tornará a terra rica e fértil, e rico e contente será o seu tecto.

Sem gado não há estrume, mas gado a monte ou no pasto estrume não faz. O pouco, comido em casa, farta. Sem bois no curral nunca sereis nada. Não é só a bosta, a urina também se aproveita, assim como a cama moída e calcada pelo gado. Cresce a estrumeira e também o animal, porque dorme quente e folgado.

Semeai aveias e cevadas de ciclo vegetativo curto. Plantai batatas (temporãs) nos lugares abrigados e pouco sujeitos a geadas. Em terrenos de declive, semear milho de sequeiro. Sacham-se as favas e prepara-se estrumes para os milheiros. Semear em camas quentes melões, melancias, pimentos, tomates, pepinos e aipo branco (os melões, melancias e pepinos devem ser semeados em vasos).

Plantar cebolas (a colher em Maio-Junho), morangueiros, espargos, alcachofras e diversos tipos de couves (a colher em Junho-Julho). Iniciar a colheita dos nabos semeados em Dezembro. Ervilhas em regos e abarbai-as quando tiverem três polegadas de altura; ponde-lhes ramos secos para treparem. Os feijões vão em regos de três pés de distância. Cenoura na primeira e na última semana do mês.

Transplantar o cebolinho a seis polegadas de distância em regos com intervalo de um pé. Semear mais cebola para terdes regularmente cebola verde. Plantai batata em regos separados de 24 polegadas e sachai as temporãs. Semeai rabanetes e coentros, por duas vezes; salsa, pastinaca, tomates e espinafres, por duas vezes, entre os regos das ervilhas.

O terreno entre os regos deve andar cavado e se possível sachado uma vez a cada quinze dias para acabar com as ervas ruins e insectos. Conservai os buxos das ruas bem cortados (duas polegadas de grossura) para evitar que ali se acoutem caracóis. Não se deixem restos vegetais junto aos muros, pois fermentariam e criariam bichos. Antes queimai os de difícil decomposição.  

Todos os trabalhos indicados para o mês de Janeiro podem ainda ser feitos neste mês, mas não devem ser mais adiados. Semear cóleos, crisântemos, ervilhas-de-cheiro, relva, gipsófila, malvaíscos, manjericos, paciências e sécias. Plantar árvores e arbustos ornamentais. Continuar poda de fruteiras. Plantai e podai as roseiras. Colocai tocas da melhores dálias num canteiro aquecido com estrume subterrâneo e quando os rebentões estiverem crescidos, fazei estacas dos renovos. Fazer estacas de fuchsias.

Podai as vinhas e se forem novas, ao curto, para que a cepa se fortaleça e seja vigorosa. Podai os abrigos dos pomares e os ramos escusados das árvores. Fazei mergulhões de árvores de espinho. Os ramos mergulhados devem ser dos mais novos e tenros, pois são os que facilmente enraízam. No viveiro, lançai à terra sementes de todas as árvores, em regos para maior facilidade.

Transplanta-se em regos as plantas do ano anterior, dando suficiente espaço para crescimento. Arrancai e tornai a plantar todas as árvores que têm de ficar no viveiro, decotando-lhes as raízes e galhos, pois senão dificilmente pegarão quando forem transplantadas no ano seguinte. Os cavalos a enxertar no próximo ano devem ser plantados neste mês. Os enxertos de garfo, cunha e barba podem fazer-se, atando e barrando os enxertos com cuidado.