Freguesia de Fenais da Luz

População: 1600

Actividades económicas: Agro-pecuária, construção civil, comércio e serviços

Festas e Romarias: Divino Espírito Santo (finais de Maio), N. Sra. da Luz (Setembro), Bom Jesus dos Aflitos (Junho), S. Jerónimo (Outubro) e Festival de Bandas de Música

Património: Igreja matriz, Casa do Dízimo, Paços e fontenários

Outros Locais: Núcleo Museológico, Igreja de Nossa Senhora da Luz, Miradouros, Orla Marítima e Campo de Golf da Batalha

Artesanato: Bordados e tecelagem

Colectividades: Banda de Nossa Senhora da Luz, Centro Social e Cultural de Fenais da Luz e Grupo Desportivo e de Teatro

Orago: N. Sra. da Lu.


DESCRITIVO HISTÓRICO


Situada na costa norte da ilha de S. Miguel, confina com as freguesias de Fajã de Cima, Calhetas e S. Vicente Ferreira. Localiza-se em uma zona plana, junto ao mar.

A actual igreja paroquial, dedicada a Nossa Senhora da Luz, data de 1756, tendo sido construída sobre as ruínas de uma outra muito mais antiga. De 1725 a 1737 foi este templo sujeito a várias obras de restauro, daí que a sua actual traça date do século XVIII. No seu interior destaca-se o arcaz da sacristia que dispõe de belos azulejos, nela se podendo admirar uma valiosa arca de pau preto e um relógio antigo.

Conta ainda esta freguesia com a Ermida de S. Pedro, construída num lugar sobranceiro ao mar, datada do século XVI e com a Igreja do Bom Jesus dos Aflitos, edificada no século XVIII.

A origem do topónimo é justificada por Gaspar Frutuoso: “É assim chamada da grande abundância de feno que criam os seus campos no tempo da colonização; e para a distinguirem dos outros fenais pertencentes ao concelho de Ribeira Grande, tomou mais o nome da invocação a sua igreja paroquial – Nossa Senhora da Luz”.

Pin It