Freguesia de Santo António

População: 950

Actividades económicas: Agricultura, pecuária, oficinas auto, carpintaria, transformação de pedra, construção civil, indústria conserveira, restauração e pequeno comércio

Festas e Romarias: Santo António (13 de Junho), N. Sra. da Saúde (15 de Agosto), S. Vicente (2.º fim-de-semana de Julho) e Sant’Ana (último fim-de-semana de Julho)

Património: Igreja matriz, casa do José Rodrigues, passal e moinhos de vento

Outros Locais: Vigia da Baleia, parque de lazer, piscinas e parque de campismo

Gastronomia: Sopas do Espírito Santo, caldo de peixe, linguiça e torresmos com inhame, arroz doce, massa sovada, filhós, vésperas e rosquilhas

Artesanato: Rendas e bordados

Colectividades: Grupo Recreativo “O Picoense”

Orago: Santo Antóni.

 

DESCRITIVO HISTÓRICO


Situada a três quilómetros apenas da sede do concelho, a freguesia de Santo António é composta pelos lugares de Santana e Santo António.

A igreja matriz data de 1696. É consagrada a Santo António. Naquele ano, D. António Vieira Leitão promoveu a sua construção. Um prelado que, numa das suas muitas visitas pastorais, permaneceu durante largas semanas na ilha do Pico, convivendo com a população e auscultando as suas necessidades reais. A capela de Santana, por seu lado, funcionou como curato até à cosntrução da igreja matriz. Foi ampliada em 1899 para melhor servir a comunidade local.

Pela proximidade à vila de S. Roque, Santo António é uma das mais povoadas freguesias deste concelho, com cerca de mil habitantes. É também uma das que menos sentiu o grande fenómeno migratório de meados do século XX.

Pin It