Freguesia de Santa Luzia

População: 500

Actividades económicas: Agro- pecuária, vinicultura e pequeno comércio

Festas e Romarias: Santa Luzia (13 de Dezembro), Div. Espírito Santo (domingo de Pentecostes e domingo da Trindade), S. Pedro (29 de Junho) e N. Sra. do Rosário (Outubro), S. Mateus da Costa, Lugar do Cabrito(último domingo de Agosto), N. Sra. Rainha do Mundo no Lugar de Arcos (1.º domingo de Setembro) e N. Sra. da Pureza (2.º domingo de Setembro) (a Ajuda (15 de Agosto), Div. Espírito Santo (Domingo/Terça-Feira de Pentecostes), Trindade, N. Sra. da Piedade (8 de Setembro), S. Pedro (29 de Junho) e Santa Cecília (2.º fim-de-semana de Setembro)

Património: Igreja matriz, ermida de S. Mateus, ermida de N. Sra. Rainha do Mundo, ermida de N. Sra. da Pureza e império do Espírito Santo

Outros Locais: Zona da costa e parque de merendas e de lazer

Gastronomia: Sopas do Espírito Santo, marisco, sardinha assada, massa sovada, bolo e pão de milho, vésperas, vinho e aguardente

Artesanato: Chapéus de palha, bonecos em casca de milho e rendas

Colectividades: Sociedade Associação de Lavradores

Orago: Santa Luzia

DESCRITIVO HISTÓRICO


A doze quilómetros da sede do concelho, a freguesia de Santa Luzia é constituída pelos lugares de Cabrito, Arcos e Lagido. Encontra-se na costa norte da ilha do Pico.

A igreja matriz, consagrada à padroeira da freguesia, foi edificada em 1723. Anterior é o pequeno templo dedicado à Nossa Senhora Rainha do Mundo. Foi mandado edificar em 1760 por Diogo Berquó del Rio e por sua mulher, D. Joana de Mendonça.

Uma das grandes erupções vulcânicas que aqui ocorreu, em meados do século XVI, constituiu um grande mistério, que tem o mesmo nome da freguesia. É um dos pontos de interesse turístico de Santa Luzia.

Pin It