vitacressA gama Vitacress Smooth é produzida através do cold press, um processo inovador de alta pressão que preserva as propriedades organolépticas. Gama inclui cinco propostas inovadoras

Os sumos de frutas e vegetais têm ganho cada vez mais espaço nos hábitos de alimentação dos portugueses. Segundo dados do estudo TGI da Marktest, em 2015, quase 49 por cento dos residentes em Portugal Continental com 15 ou mais anos (ou seja, quatro milhões de pessoas) integravam este tipo de bebidas nas suas rotinas.

Acompanhando a tendência registada, a Vitacress Portugal acaba de lançar a nova gama Vitacress Smooth, que apresenta cinco propostas diferentes de sumos de vegetais e frutas, sublinhando a promoção de uma alimentação saudável e prática. Esta é também a escolha ideal para a época que se aproxima, já que depois dos excessos de Natal e de Ano Novo os consumidores procuram alternativas de alimentação mais leves.

Os sumos da Vitacress são 100 por cento naturais, sem adição de água, açúcares, corantes e conservantes, sendo que esta nova gama é produzida através do cold press, um sistema inovador de alta pressão dos ingredientes a baixa temperatura, permitindo preservar as suas propriedades organolépticas (as características dos alimentos que podem ser percebidas pelos sentidos humanos). Outro fator de diferenciação da Vitacress Smooth passa pela utilização nos sumos das folhas baby produzidas na quinta da empresa, garantindo, desta forma, o “selo” de qualidade dos vegetais Vitacress.

As propostas que a Vitacress apresenta nesta gama são Powercress (maçã, pêra, ananás, agrião, espinafre, manga, limão e acelga); Horta Fria (melancia, laranja, beterraba, banana e hortelã); Carotissimo (maçã, cenoura, ananás, manga, limão gengibre e curcuma); Mexicano (maçã, pepino, abacate, alface romana, kiwi, limão e coentros); e Iron King (melão, maçã, pepino, espinafre, limão, kiwi, manga, gengibre). Os sumos de frutas e vegetais apresentam-se em dois formatos: 240 mililitros para consumo individual ou 500 mililitros para consumo familiar.

A Vitacress, empresa do Grupo RAR, é um dos líderes europeus na produção e comercialização de agrião de água, folhas para saladas, espinafre, ervas aromáticas e tomate. Está presente no Reino Unido, Portugal, Espanha e Benelux, explorando cerca de 633 hectares agrícolas e 45 hectares de estufas de vidro. Com um volume de negócios de 185 milhões de euros (136 milhões de libras), emprega cerca de 1.500 pessoas.

O Grupo RAR, um dos principais grupos económicos portugueses, integra um portefólio de negócios diversificado, que inclui as áreas de embalagem, alimentar, imobiliária e serviços. Com vendas de cerca de 860 milhões de euros e 4.950 colaboradores, está presente em Portugal, Alemanha, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Espanha, México, Polónia e Reino Unido.

FONTE: Press Release centraldeinformacao.pt

Salvar

Salvar

Salvar

Pin It

Cozer feijões velhos

feijãoQuando guardados há muito tempo (anos mesmo) ou simplesmente mal acondicionados, os feijões podem demorar tempo a mais a cozer. Mas há soluções.

A menos...

A Tinturaria Vegetal em Alguma Ilhas dos Açores


Carreiro da Costa, 1957

tinturariaRemonta aos primeiros decénios de vida insular, a prática dos vários processos de tinturaria caseira, servida por elementos...

Cores das Ilhas

Tudo leva a crer que esta paleta de cores começou a ser formada com a visita do escritor Raul Brandão, que esteve nos Açores em 1924 e foi atribuindo a cada...

A Amoreira e a Sericultura

 

Carreiro da Costa, 1945

De entre os problemas económicos em equação no arquipélago dos Açores, o da sericicultura é dos que mais tem apaixonado aqueles...

Agave (Babosa)

Piteira, Babosa, Agave, Agave americana L.

agaveÉ uma planta muito disseminada nos jardins de algumas ilhas. Não sabemos se o  “Agave azul” (e a sua parente...

Alguns Estudos Científicos sobre Agricultura Açoriana

uac 0 1

Departamento de Ciências Agrárias

http://repositorio.uac.pt/handle/10400.3/3

 

A influência da paisagem, dos factores ambientais e taxa de infestação na...

Prognósticos Populares

padreamaral
Antes do desenvolvimento da meteorologia, os agricultores (e não só) sabiam ver no céu sinais de bom ou mau tempo, com base em obsevações passadas de pais...