funchoParticularidade
Nos Açores utiliza-se em especial a rama do funcho que, nestas ilhas, vegeta espontaneamente nos campos.

Descrição
O Funcho é a espécie botânica Foenniculum vulgare Miller. É uma planta herbácea vivaz, espontânea nos Açores, de folhas muito recortadas de cor verde glauco e bolbo duro, pequeno. Utiliza-se principalmente a rama, embora as sementes também se usem, sobretudo para aromatizar queijos e pão. O principal constituinte do Funcho é a essência de anetol.

História
Ignora-se se o Funcho já existia nos Açores aquando da chegada dos primeiros navegadores portugueses ou se lá terá sido introduzido pelos primeiros colonos. O que se sabe é que a história do funcho encontra-se ligada a toda uma culinária extremamente rica em condimentos. Assim, o Funcho entra numa tradição olfactiva como por exemplo cita Carreiro da Costa «...e já que aludimos às festas do Espírito Santo, igualmente diremos que elas se caracterizam pelos cheiros, que mesmo isolados, logo as fazem lembrar: os cheiros da massa sovada e dos pães de leite aromatizados com ervas santas; os cheiros do funcho que cobrem as carnes...».

Uso
O Funcho é utilizado na confecção de uma sopa, à qual se acrescenta feijão e rama de funcho. Um dos caldos mais populares da ilha Graciosa leva milho cozido, feijão vermelho e Funcho cortado miudinho. Este caldo é preparado no Inverno e Primavera quando o Funcho está mais viçoso. A sopa de funcho também aparece na ilha Terceira e em S. Miguel, onde o feijão vermelho é
substituído por feijão branco ou fava. O Funcho também é utilizado com fins medicinais sob a forma de chá. As sementes de funcho são utilizadas na indústria caseira de licor de anis; há o costume de colocar dentro da garrafa um ramo de funcho seco, deitando-se açúcar em calda por cima deste; depois do açúcar cristalizar no ramo, enche-se a garrafa com o licor de anis.

Saber Fazer
O Funcho é praticamente espontâneo em todas as ilhas açorianas, sendo colhido à medida das necessidades pessoais ou do mercado. No entanto, a colheita faz-se com maior intensidade no Inverno e na Primavera, época excelsa para a planta.

Produção
O Funcho, que na sua maior parte é colhido pelos próprios, em qualquer campo da região, encontra-se à venda em todos os mercados das diversas ilhas, não havendo um registo das quantidades vendidas nem das utilizadas.

In: Produtos Tradicionais Portugueses - Vol 3
Direcção-Geral de Desenvolvimento Rural
Lisboa 2001

Pin It

Cozer feijões velhos

feijãoQuando guardados há muito tempo (anos mesmo) ou simplesmente mal acondicionados, os feijões podem demorar tempo a mais a cozer. Mas há soluções.

A menos...

A Tinturaria Vegetal em Alguma Ilhas dos Açores


Carreiro da Costa, 1957

tinturariaRemonta aos primeiros decénios de vida insular, a prática dos vários processos de tinturaria caseira, servida por elementos...

Cores das Ilhas

Tudo leva a crer que esta paleta de cores começou a ser formada com a visita do escritor Raul Brandão, que esteve nos Açores em 1924 e foi atribuindo a cada...

A Amoreira e a Sericultura

 

Carreiro da Costa, 1945

De entre os problemas económicos em equação no arquipélago dos Açores, o da sericicultura é dos que mais tem apaixonado aqueles...

Agave (Babosa)

Piteira, Babosa, Agave, Agave americana L.

agaveÉ uma planta muito disseminada nos jardins de algumas ilhas. Não sabemos se o  “Agave azul” (e a sua parente...

Alguns Estudos Científicos sobre Agricultura Açoriana

uac 0 1

Departamento de Ciências Agrárias

http://repositorio.uac.pt/handle/10400.3/3

 

A influência da paisagem, dos factores ambientais e taxa de infestação na...

Prognósticos Populares

padreamaral
Antes do desenvolvimento da meteorologia, os agricultores (e não só) sabiam ver no céu sinais de bom ou mau tempo, com base em obsevações passadas de pais...