poejoMentha pullegium, L., var. vulgare

Família das Lamiáceas.

Erva vivaz, de caules sub-erectos, radicantes na base; folhas opostas, ovadas, sub-inteiras.

Espontânea nos matos e incultos. A infusão das suas folhas é usada como estimulante e tónico estomacal.

Salvar


OUTRAS FONTES

Indicações: carminativo, digestivo, vermífugo,expectorante, antisséptico, antiespasmódico, emenagogo e para hidropsia.

Parte usada: toda a planta.

Preparo e dosagem:

Infusão - 20 g de planta fresca em 1 l de água, ou 4 a 5 g por xícara de chá, ou, ainda, 1 a 2 g da planta seca por xícara de chá, tomar 1 a 2 xícara por dia. O infuso se tomado 10 minutos antes das refeições, juntamente com o suco de 1/2 limão, estimula as funções gástricas.

Outros usos: serve para afugentas pulgas e mosquitos.

Toxicologia: a pulegona é citada por possuir efeito tóxico em altas doses. Devido à presença do borneol, não se recomenda o uso de planta por grávidas, especialmente nos 3 primeiros meses.


Preparação e Uso

Glossário



 

 

Salvar

Mentha pulleglum

Salvar

Pin It