Symphytum officinale L. (Comfrey)

Taxus baccata

Agrimonia Pilosa (nós temos a  Eupatoria)

Angelica archangelica L. (nós temos lignescens , que é endêmica)
Annona cherimola
Chelidonium majus L.
Ficus carica L.

Hypericum perforatum L.

Juniperus virginiana L. (temos o brevifolia )

Origanum vulgare,

Mallotus

 

Paeonia officinalis (temos Paeonia máscula)

 

Phyllanthus niruri

 

Rubia cordifolia L.        (temos Raspa-língua     Rubia peregrina, L)

 

Salvia sclarea (podias-se plantar...

Trifolium pratense

 

 Viola odorata

Tropaeolum majus (Nasturtium) (temos o Nasturtium officinale,

Valeriana officinalis

 

 

 

 

Pin It

Cozer feijões velhos

feijãoQuando guardados há muito tempo (anos mesmo) ou simplesmente mal acondicionados, os feijões podem demorar tempo a mais a cozer. Mas há soluções.

A menos...

A Tinturaria Vegetal em Alguma Ilhas dos Açores


Carreiro da Costa, 1957

tinturariaRemonta aos primeiros decénios de vida insular, a prática dos vários processos de tinturaria caseira, servida por elementos...

Cores das Ilhas

Tudo leva a crer que esta paleta de cores começou a ser formada com a visita do escritor Raul Brandão, que esteve nos Açores em 1924 e foi atribuindo a cada...

A Amoreira e a Sericultura

 

Carreiro da Costa, 1945

De entre os problemas económicos em equação no arquipélago dos Açores, o da sericicultura é dos que mais tem apaixonado aqueles...

Agave (Babosa)

Piteira, Babosa, Agave, Agave americana L.

agaveÉ uma planta muito disseminada nos jardins de algumas ilhas. Não sabemos se o  “Agave azul” (e a sua parente...

Alguns Estudos Científicos sobre Agricultura Açoriana

uac 0 1

Departamento de Ciências Agrárias

http://repositorio.uac.pt/handle/10400.3/3

 

A influência da paisagem, dos factores ambientais e taxa de infestação na...

Prognósticos Populares

padreamaral
Antes do desenvolvimento da meteorologia, os agricultores (e não só) sabiam ver no céu sinais de bom ou mau tempo, com base em obsevações passadas de pais...