hortelaMentha viridisx M. aquática, Huds. - família das Lamiáceas.

Erva vivaz, rizomatosa, de caules semi-prostrados, radicantes, folhas sub-lanceoladas, opostas, serradas, aromáticas; flores de corola labiada, medíocres, dispostas em glomérulos axilares.

Cultivada e sub-espontânea. A infusão das suas folhas é empregada como vermífugo. Tem emprego também na culinária.

Salvar


OUTRAS FONTES

Indicações: Digestivo, estimulante e tônico geral, carminativo, antiespasmódico, estomáquico, expectora Folhasnte, antisséptico, colerético e colagogo, vermífugo (giardia/ameba e lombrigas).

Parte usada: folhas frescas ou secas.

Preparo e dosagem:

Rebuçado - tomar 800 g de açúcar, ¼ litros de água filtrada e o sumo da hortelã. Coloque a água e o açúcar para ferver até atingir o ponto de rebuçado. Adicione o sumo e está pronto (vermífugo e expectornte).

Infusão - 5 ou 10 g de folhas picadas, secas ou frescas respectivamente, em 1 l d'água, tomar 1 xícara de chá 3 vezes ao dia (uso interno, exceto como vermífugo).

Folhas frescas - ingerir 10 a 16 folhas por dia, em 3 doses junto às refeições, por 5 a 10 dias (vermífugo).

- triturar folhas secas e peneirar, misturar uma colher de café do pó com mel, e tomar 3 vezes ao dia, por 7 dias. Para crianças utiliza-se a metade da dose (vermífugo).

Vermífugo com alho - amassar 3 a 4 folhas frescas com um dente de alho, colocar numa xícara, acrescentar água fervente, tampar e deixar esfriar, coar e servir a uma criança 1 vez por dia, 1/2 hora antes do café da manhã, durante 5 dias.

Toxicologia: pode causar insônia, se tomado antes de dormir, ou em uso prolongado.

 




 

 

Salvar

Salvar

Pin It